19 de dez de 2011

APELO AO PRES. DA FEXERJ: Sobre o Popular 2011.

Sr. Presidente,

afaste-se da Presidência da Federação! No último fim de semana os enxadristas do nosso estado tiveram o desprazer de, mais uma vez, serem desrespeitados pela forma como o senhor administra a FEXERJ. Se verificar abaixo algumas fotos do local para onde os jogadores foram mandados para disputarem as rodadas de ontem, chegará a conclusão que o melhor para o xadrez fluminense é o senhor entregar o seu cargo imediatamente (olhe as fotos). Os atrasos, marca registrada da sua administração, se fizeram presente; se assim não fosse não seria um  evento da sua desastrada administração. Afaste-se. Mudança de emparceiramento, bate-boca no salão, desculpas esfarrapadas fazem parte do cenário que o senhor construiu dentro do ambiente do nosso esporte nos últimos anos. O que aconteceu ontem foi o fundo do poço, embora, hei de confessar, que vindo da sua diretoria o poço parecer não ter fundo. Vocês se superam a cada evento. E não adianta culpar o clube! O único responsável é o senhor!! Responsável porque deveria saber para onde estava levando os atletas, muitos deles, menores de idade. Não adianta culpar o clube. Assim é fácil. Assuma seus (inúmeros) erros. Essa não foi a primeira e nem será a última vez que o senhor dá mostras de total despreparo para dirigir uma Federação esportiva. Por isso, peço, afaste-se. O Popular foi a gota d'água, uma espécie de gran finale as avessas de sua administração. No blog do Maia tem o depoimento de um jogador que participou do torneio; O Kemper no blog dele (xadrez-semdemagogia.blogspot.com) também postou suas (péssimas) impressões sobre o torneio; eu recebi vários telefonemas de atletas relatando o horror que foi este fim de semana. Meu amigo Reinaldo Mano, não suportando tanto descaso e bagunça abandonou o evento e proclamou em alto e bom som a quem quisesse ouvir que não era palhaço. Roberto Cintra, diretor de xadrez do meu clube, me contou a indignação com que presenciou tudo. Outro atleta da AABB-Rio me falou do cheiro insuportável de cerveja no local de competição e da lixeira onde o senhor queria que se praticasse xadrez. Afaste-se, o xadrez saberá agradecer. Note que escrevo afaste-se e não afastem-se. Faço isso porque acredito que o senhor é o único culpado por chegarmos a este estado deplorável em que se encontra o nosso xadrez; sua diretoria (quer dizer, a parte dela que trabalha) é esforçada mas não consegue tocar adianta qualquer trabalho sem ter um líder que saiba tirar o melhor deles. Muito pelo contrário, o senhor com suas atitudes compromete a reputação dos poucos que ainda estão ao seu lado. Afaste-se. Mesmo tento um auxiliar que o senhor utiliza para fazer o trabalho braçal e que serve também como bucha de canhão, sendo sempre quem o senhor culpa por tudo, mesmo com ele e talvez até por causa dele, o senhor não consegue um mínimo de organização. Um desastre atrás do outro, sempre pior do que o anterior. Os únicos eventos decentes realizados pela Federação nos últimos anos foram exatamente aqueles organizados por abnegados diretores dos clubes do interior, alguns regionais. Os eventos em que o senhor esteve a frente sempre descambaram para a esculhambação e o desrespeito com os enxadristas. O senhor não percebe que sua administração virou motivo de chacota. Todos, até seus aliados, comentam isso: todos os torneios da Federação atrasam, tem bagunça. Pergunte a eles, embora talvez alguns se calem para não melindrá-lo. Olhe as fotos abaixo, faça uma reflexão séria e afaste-se. Não é possível que o senhor seja tão insensível aos fatos.





Não somos palhaços! Não queremos mais situações vexatórias como as do Popular.
Afaste-se e deixe o xadrez do Rio seguir seu curso.


Quem esteve presente ao popular que quiser relatar o que viu e viveu utilize este espaço e comente. Não podemos mais ficar calados.

AMORIM

11 comentários:

André Kemper disse...

Amorim,

Parabéns pelo post. Infelizmente, eu estava lá. Mais infelicidade ainda, não pode falar a respeito nas últimas 24h... Meu blog saiu do ar, mas o recriei e peço que altere o link no seu.

Foram dois dias de muito sacrifício. Tivemos até discurso, no sentido de que não se deixaria a Federação cair em mãos erradas. Eu pergunto: Essas são as certas?

Segue o novo link:

xadrez-semdemagogia.blogspot.com

Grande abraço,
Kemper

Jonathan disse...

Nesse "GRANDIOSO POPULAR" TEVE UM MOMENTO BOM, E UM RUIM!
MOMENTO BOM--> EU CONSEGUI SAIR DO TORNEIO SEM FICAR BÊBADO COM O CHEIRO DO ÁLCOOL, E LIMPO DIANTE DE TANTA SUJEIRA.

MOMENTO RUIM--> EU ESTAVA PARTICIPANDO DISSO QUE CHAMARAM DE "POPULAR". QUE NA VERDADE DEVERIA SE CHAMAR "A CASA DO BAR" E NÃO POPULAR!!...

jackson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jackson disse...

senhor presidente vc só pode ta de brincadeira com a nossa cara esse torneio foi o pior que eu já participei pois atrasou os 2 dias ,as escadarias estavam uma imundice ,os banheiros parecia um chiqueiro,o cheiro de cerveja estava tão forte que ele ficou na minha roupa e minha mãe achou que eu tinha bebido e a boate que a gente jogou no segundo dia tinhamos que jogar com a ajuda da luz do sol se continua assim nos vamos acaba jogando um dia xadrez com os porcos no chiqueiro

Maiakowsky- A MELHOR MÍDIA ENXADRÍSTICA DO RJ!!! disse...

Do jeito que está a coisa não pode ficar. A situação (continuidade) não sabe se vai com: a)o Imperador que arruinou a Federação esportivamente, financeiramente, juridicamente e moralmente; b) o candidato da 3ª via (que nem joga xadrez!) que já foi presidente por duas gestões (82/84; 85/87), na primeira quase sofreu impechmeant dos clubes e na 2ª "delegou", nem aparecia (o que todos agradeciam!), quem foi o presidente de fato foi o vice-técnico chamado Carlos Cleto.
Por isso apoio o mf Alberto Mascarenhas para a presidência da Fexerj, um cara íntegro, honesto, apaixonado pelo xadrez e um gestor altamente preparado!

Curioso, falam muito da organização do Mundial da Juventude da FIDE. Já pensou um evento desse (mais de 1000 atletas, fora pais, treinadores, etc.) nas mãos dessa turba da situação? se no Popular impera essa zona imagina numa competição de alta magnitude da FIDE?

Outra coisa. A normalidade com que o fato foi tratado em certo blog, deturpando, "tendência lírica"...
VENALIDADE TEM LIMITE.

Cristiano disse...

O Campeonato Popular,um dos mais importantes eventos do xadrez carioca,o qual tive a honra de ganhar em 2004 na Ctlasse A,não merece um tratamento deste nível,esta vergonha de organização realizada pela nossa Federação.Foi a consumação do fracasso total e definitivo da atual gestão do xadrez do nosso Estado!-pautada pelo amadorismo e pelo descaso com os enxadristas do Rio de Janeiro.A comunidade enxadristica está observando tudo isto,e agora tem por obrigação apoiar aqueles que verdadeiramente trabalham pelo xadrez do nosso Estado.Mudanças imediatas e apoio amplo e irrestrito ás pessoas capazes de tirar o xadrez do RJ do grande abismo onde atualmente ele se encontra.

Migueis disse...

Ultimamente, muito se tem falado de torneios e tais! Ora, por que não se tratar, objetivamente, de questões básicas do nosso esporte ? Por que somente agora há um empenho em se promover uma AG ? No entanto, nunca é tarde para correções necessárias. Precisamos de novas diretrizes, de novas organizações. Precisamos de gente, que goste do esporte, não só praticando-o [isso temos muitos, todos], mas ,também, fazendo-o acontecer com respeito ao jogador, com ética, com cumprimento de regulamentos e horários. PRECISAMOS DE GENTE QUE GOSTE DE XADREZ.

Kleber Victor disse...

O Fato é que os torneios organizados pela Fexerj se transformaram em máquinas de tortura medievais..., há vários anos, depois de passar por uma situação semelhante, onde no torneio de mestres na AABB-Tijuca além do calor insuportável não havia sequer planilhas e tabuleiros, jurei que não jogaria mais torneios organizados pela entidade devido ao descaso com os jogadores. A verdade é que esse desmando já poderia ter acabado há muito tempo se não fosse o suporte que o TTC deu à fexerj na organização dos principais torneios. Um clube da tradição do TTC deveria se desvincular completamente desse mar de lama, tenho vários amigos lá e não consigo entender porque ainda cedem aos desmandos da entidade.
Quanto aos jogadores que ainda insistem em jogar torneios nesse caos, são livres p/ isso. Mas existem outras opções, com estruturas organizadas. É uma questão de valorizar o seu tempo e não transformar o jogo que deve ser objeto de prazer em um sentimento sado-mazoquista. É obrigação dos organizadores oferecer uma estrutura decente p/ a prática do xadrez. Lembre-se que você está pagando p/ jogar o torneio e não está ali recebendo um favor..., se valorize e não jogue torneios de uma entidade que não está nem aí p/ você pelo simples fato que você não tem direito a voto!!! Enquanto os diretores com direito a voto são bajulados os jogadores desses mesmos clubes são tratados como lixo!!!
Eu não aceito mais esse tipo de coisa...,
KLEBER VICTOR FERREIRA

Cristiano disse...

Fracasso total e absoluto da atual gestão da Federação de xadrez do nosso Estado!-os acontecimentos ocorridos no popular mostram a total incompetência e mediocridade que assolam o xadrez do Rio de Janeiro no atual momento. Vamos todos nós,enxadristas do RJ,exigir as mudanças necessárias para tirarmos o xadrez carioca desse grande abismo em que ele se encontra atualmente.Como vencedor do Popular de 2004 pela Classe A lamento muito pelos jogadores que foram desrespeitados nos seus direitos,tendo que inclusive jogar o torneio dentro de uma boate! que é um fato lamentável e absolutamente inaceitável para pessoas que prezam por uma organização de qualidade,visto o nível da competição realizada.´

patricio disse...

Este foi o presente de natal que a fexerj deu a todos nós amantes deste esporte ? ? ? ?

É sempre bom lembrar que o Barata nunca esteve sozinho nisto.

Migueis disse...

A grita é geral !
Caberia ao sr. presidente, responsável pelos eventos oficiais, vir à frente e informar sobre a sua visão oficial e desculpar-se pelo que aconteceu. Há ainda, os campeonatos >
1. o Carioca,
2. o Interior,
3. O Estadual.
Sugiro que os mesmos sejam, organizados e dirigidos por gente, mesmo contrários à administração oficial, mas , a favor do esporte:
por exemplo > O Carioca, pela Alex, com o Blanco, que é árbitro, a frente; O Interior, em Vassouras, o Silvio é árbitro e teria muita gente a auxilia-lo; o Estadual, no TTC, com Sergio Dias, Reinaldo Veloso e muita gente a auxilia-los. Como opção, apesar de não conhecer a nova sala, a AABB Lagoa, com o nosso amigo, Amorim, que teria muita gente a auxiliá-lo. Como referencia máxima, a nivel de arbitragem, o nosso SALAMON.
E então ???