30 de nov de 2011

TAÇA IVAN TOLEDO: Um torneio, dois campeões!


A galera na confraternização final.

Caros amigos,

foi encerrada a Taça Ivan Toledo - AABB-Rio na terça-feira dia 22 de novembro. O campeão foi  Marco Coutinho, com Kemper em segundo e este pequeno blogueiro na terceira posição. Natácio foi o jogador que fez mais pontos no torneio mas não pode jogar a última rodada e segundo o Regulamento de Torneios da FEXERJ, o jogador para ser declarado campeão tem que jogar a última rodada. Para respeitar o Regulamento da Federação e, ao mesmo tempo, fazer justiça ao atleta, já que na data da última rodada estava disputando o Mundial em Caldas Novas, a direção do torneio decidiu dar dois troféus: um ao campeão de direito, Marco e outro a Natácio Gonçalves.

Veja abaixo a classificação final:


Place Name                              Loc  Club     Score Progr. M-Buch. Buch. Berg.


 1   Marco de Castro Coutinho          1857 AXXM     3.5     11.5     8.0  13.0  7.25
 2   Andre Kemper Batista              1870 AABB-Rio 3.5      8.5     7.0  12.5  8.75
 3   Carlos Cesar Amorim               1830 AABB-Rio 3       11.0     8.0  13.5  6.50
 4   Fortunato de Medeiros Garcia      1375 AABB-Rio 3        8.0     6.5  10.5  3.00
 5   Reinaldo Mano                     1571 AABB-Rio 2.5      5.0     6.0  11.0  4.75
 6  Dante Leonardo Zoratto            1672 AABB-Rio 2        8.0     8.5  14.5  5.00
 7   Luiz Sergio Tiomno                1434 AABB-Rio 2        7.0     7.0  12.0  3.00
 8   Ivan Toledo Campos da Silva       1545 AABB-Rio 2        5.0     7.5  12.0  1.00
 9   Jackson Cardoso da Silva Vieira   1741 AABB-Rio 2        5.0     5.5   9.0  3.00
 10   Eduardo London                    1643 AABB-Rio 1.5      4.5     5.5  11.0  4.75
 11   Rafael Pires                      1761 AABB-Rio 1        4.0     7.0  12.5  2.50
 12   Davi Bonfim Moraes Morant Holanda 1658 AABB-Rio 1        1.0     4.0  10.0  0.00

  Natácio Gonçalves Bezerra         1962 AABB-Rio 4       10.0     5.0  10.0  6.00

3 comentários:

Marcelo disse...

Amorim
Apenas um comentario técnico.... (Acho que focou claro que apenas tenho me pronunciado nestas horas).
"e segundo o Regulamento de Torneios da FEXERJ, o jogador para ser declarado campeão tem que jogar a última rodada ..."
Há uma diferença entre "competição oficial" e "oficializada". Um Campeonato Interno é oficializado,ou seja,para ser homologado e válido para cálculo de Rating, devem ser cumpridos alguns requisitos técnicos como número de rodadas (mínimo de 5) e tempo mínimo (de 60 min,ou seja,nao pode ser rápido ou relãmpago),mas não creio (opiniao pessoal) que esta regra da última rodada seja imperativa. E se assim fosse (não é o caso da AABB) deveriamos exigir (o que ai concordo), que nao se usasse rating CBX ou FIDE - salvo se fosse IRT. Ainda assim, nao se usaria o CBX e sim o FEXERJ),etc. Da mesma forma, se isto fosse um campeonato pre-classificatório,o Natácio, o Eduardo e o Davi estariam pre-classificados para a fase seguinte,por representar o Estado (neste caso,o pais!) em uma competição oficial nacional ou internacional. A regra do NE (da mesma forma que nao usamos BYE ausente na 1a,mas aceitamos internos que usem) é pq o NE distorce o emparceiramento e briga por classificacao e colocações seguintes. E a pergunta,se o interno repassa pro carioca ate o 3,e ele nao tivesse vaga,nao concorreria? Repassaria pro 4? (Isto nao foi previsto).

XADREZ CARIOCA disse...

Caro Marcelo,

também em dúvida com relação ao caso do Natácio. Fiz a leitura do Regul da FEXERJ e tirei minhas conclusões. Mesmo assim, consultei o Salamon que confirmou minha interpretação. Portanto, para não correr o risco do torneio ser invalidado, achei melhor tomar a decisão de declarar dois campeões: um oficial, Marco, e um oficioso, Natácio.

Abraços,

AMORIM

Migueis disse...

Amorim e Marcelo! Ambos têm razão, o torneio foi interno, logo o Regulamento foi feito pelo clube organizador; Por outro lado, bom que havendo duvidas se recorra a quem pode nos orientar melhor, o nosso Salamon. Já fiz isso, tempos atrás. Parabens aos campeões e também aos nossos dois árbitros. Migueis.